Obama divulgará plano mais duro contra mudança climática

Grupos industriais e legisladores de Estados que contam com energia baseada no carvão dizem que desafiarão plano na Justiça

Valerie Volcovici; reportagem adicional de Timothy Gardner, REUTERS

02 Agosto 2015 | 13h01

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, vai divulgar nesta segunda-feira, 3, a versão final de um plano para cortar as emissões de gases do efeito estufa por termelétricas a carvão, com o objetivo de estabelecer seu legado contra a mudança climática, disse um alto funcionário do governo.

A revisão do Plano de Energia Limpa vai procurar reduzir as emissões de carbono do setor de energia elétrica em 32% ante os níveis de 2005 em 2030, uma elevação de 9% ante a proposta anterior.

A regulação dará início a uma transformação abrangente do setor elétrico norte-americano, encorajando uma agressiva mudança rumo a mais energias renováveis e afastando a geração via carvão.

Grupos industriais e alguns legisladores de Estados que contam com energia baseada no carvão disseram que vão desafiar o plano nos tribunais e por meio de manobras no Congresso, acusando a administração de um ataque à regulamentação que elevará os preços da energia.

"Minha administração vai lançar a versão final do Plano de Energia Limpa da América, o maior, mais importante passo que jamais demos para combater a mudança climática", disse Obama em um vídeo postado pela Casa Branca à meia noite de domingo.

Obama disse que até agora não houve limites federais para a poluição gerada por usinas a carvão, a maior fonte de emissões de gases do efeito estufa nos Estados Unidos.

Mais conteúdo sobre:
Obamamudança climáticaEUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.