Número de mortos por inundações em El Salvador sobe para 130

El Salvador registrava nesta segunda-feira 130 mortos pelos deslizamentos de terra e inundações causados pelas chuvas do furacão Ida, enquanto equipes de resgate buscavam sobreviventes entre toneladas de lama.

HENRY ROMERO, REUTERS

09 Novembro 2009 | 20h14

Mais de 13 mil pessoas foram retiradas de várias cidades salvadorenhas desde sábado. As equipes de resgate disseram à Reuters que, por falta de equipamentos e cães, em muitos lugares não conseguiam mais resgatar corpos.

Há dezenas de desaparecidos, principalmente em Verapaz, um povoado agrícola 71 quilômetros a leste de San Salvador onde, na madrugada de domingo, se desprendeu parte do extinto vulcão Chinchontepec, provocando um mar de lodo e pedras que engoliu o pequeno povoado agrícola.

Na manhã desta segunda-feira, quando saiu o sol, um odor nauseabundo subia do povoado e, segundo os moradores, o cheiro vinha das pessoas soterradas, cujos corpos estavam se decompondo.

De acordo com o presidente Mauricio Funes, que declarou o país em estado de emergência, caíram 355 milímetros de chuva só na noite de sábado e na madrugada de domingo, em comparação aos 400 milímetros durante a passagem de quatro dias do furacão Mitch em 1998.

Mais conteúdo sobre:
CLIMAELSALVADORMORTOS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.