Neve na Europa fecha aeroportos, escolas e escritórios

Uma forte nevasca suspendeu viagens de trem e avião ao redor da Europa nesta segunda-feira, incluindo todos os vôos no principal aeroporto de Londres. Também cobertas de neve, Paris e cidades vizinhas tiveram muitas viagens aéreas, ferroviárias e rodoviárias canceladas. O tráfego na capital alemã, Berlim, estava quase completamente parado. Dezenas de milhares de pessoas foram aconselhadas a não ir ao trabalho em Londres, cidade que teve sua pior nevasca em quase 20 anos. Todos os ônibus tiveram suas viagens canceladas e centenas de escolas ficaram fechadas no país, deixando as crianças livres para brincar e montar bonecos de neve em seus jardins. "Prefiro andar de trenó do que ir para a escola", disse Georgie Cunliffe, de 7 anos, que brincava em um parque londrino. As condições parecidas às do norte europeu transformaram a Grã-Bretanha em um caos, já que sua infraestrutura não está preparada para tanto frio. Líderes empresariais ingleses disseram que o prejuízo estimado somente na capital britânica é de 48 milhões de libras (69 milhões de dólares), devido à produtividade perdida. Todos os vôos saindo ou chegando a Heathrow foram cancelados. Os outros três aeroportos comerciais de Londres sofreram atrasos severos e cancelamentos. As autoridades rodoviárias alertaram para as péssimas condições para dirigir nas estradas do sul e do centro de Londres. Os aeroportos de Dublin, Cork e Belfast também foram forçados a cancelar alguns vôos. Uma aeronave da Cyprus Airways escapou da pista pouco após aterrissar no aeroporto de Larnaca, no Chipre, mas não houve nenhuma consequência grave.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.