Nevasca afeta viagens aéreas e rodoviárias no Meio Oeste dos EUA

Uma tempestade de inverno tardia lançou muita neve sobre o Meio Oeste dos Estados Unidos nesta terça-feira, contribuindo com vários acidentes rodoviários e cancelamentos de voos enquanto seguia em direção leste para Ohio Valley e os Estados do Meio-Atlântico.

Reuters

05 Março 2013 | 18h00

Mais de 1.100 voos foram cortados com origem ou destino aos aeroportos O'Hare e Midway, em Chicago, de acordo com o Departamento de Aviação de Chicago, e outros 107 foram cancelados no aeroporto internacional Minneapolis-St.Paul, segundo o serviço de rastreamento de voos FlightAware.com.

No Wisconsin, um trator capotou em uma ponte da Interestadual 94 e afundou no Rio Red Cedar em Menomonie na manhã desta terça-feira, disse a porta-voz do Departamento de Transporte do Wisconsin, Christine Ouellete.

Equipes de resgate recuperaram o corpo de um homem, provavelmente do motorista do caminhão, e buscavam o corpo do motorista auxiliar, disse o tenente Jeff Lorentz, da Patrulha Estadual do Wisconsin.

Estradas escorregadias contribuíram para numerosos acidentes e viagens lentas ao redor da fronteira em Minnesota. Condições de trânsito continuavam difíceis ao longo das rodovias em partes de Dakota do Norte.

As estradas no noroeste de Illinois tinham trechos cobertos por neve e gelo nesta terça-feira e equipes rodoviárias se preparavam no nordeste de Illinois para a tempestade, que começou a despejar neve em Chicago por volta do meio do horário de pico matinal.

Foi previsto que Chicago receberia de 10 a 20 centímetros de neve, cerca de 5 centímetros a menos do que uma previsão anterior, segundo o Serviço Nacional de Clima. A neve mais pesada deve cair na tarde desta terça-feira na região, cerca de 2,5 centímetros por hora, e deve congestionar a hora de pico à tarde.

A tempestade deve seguir em direção leste para Ohio Valley e depois para os Apalaches e os Estados do Meio-Atlântico na quarta-feira, atingindo Washington com sua maior nevasca em dois anos, disse o Serviço Nacional de Clima.

Alertas de tempestade de inverno estavam em vigor para todas as partes dos 16 Estados, do Meio Oeste até o Meio-Atlântico nesta terça-feira, disse o porta-voz do Serviço Nacional de Clima, Chris Vaccaro.

Foi previsto que a tempestade seguiria através de Ohio e do Tennessee Valley e se fundiria com uma tempestade em evolução na costa dos Estados do Meio-Atlântico, o que poderia produzir neve forte durante a noite e ao longo de quarta-feira nos Estados do Meio-Atlântico, com a possibilidade de derrubar árvores e linhas de energia, disse Vaccaro.

Nesta terça-feira, Dakota do Norte estava se recuperando da tempestade, que provocou neve e granizo de 0,9 centímetro de altura em condições difíceis na região de petróleo ao noroeste, 30 centímetros de neve perto de Minot e 38 centímetros perto de Grand Forks na segunda-feira.

O Departamento de Transporte de Dakota do Norte levantou um alerta para não viajar na maioria das estradas na manhã desta terça-feira.

Em uma tempestade separada, fortes nevascas e ventos foram responsáveis por dois grandes acidentes de carro nas montanhas do Colorado, perto do resort de esqui de Vail, envolvendo mais de 50 veículos.

Três pessoas foram hospitalizadas de um engavetamento com 25 veículos que fechou uma faixa da Interestadual 70, disse o gabinete do xerife do Condado de Summit em comunicado. "Nenhum dos feridos estava em estado grave", dizia o comunicado.

Um segundo engavetamento, a cerca de 27 quilômetros na mesma estrada, envolveu 29 veículos, sem feridos relatados, disse o gabinete do xerife.

(Reportagem de David Bailey em Mineápolis, Jane Sutton em Miami, Ian Simpson em Washington, Keith Coffman em Denver e Dan Whitcomb em Los Angeles)

Mais conteúdo sobre:
CLIMANEVASCAEUA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.