Nascem 3 leões na Áustria que podem ser de subespécie extinta

Leões, que têm o aspecto físico dos Berbere ou Atlas, contam com apenas alguns pares que vivem em cativeiro

Efe

28 Julho 2008 | 19h03

As autoridades do zoológico de Viena anunciaram nesta segunda-feira, 28, o nascimento de três filhotes de leão que podem ter os genes do leão Berbere, uma subespécie já extinta na selva, mas que conta com alguns sobreviventes em cativeiro.   Segundo declarou à agência APA o vice-diretor do zôo, Harald Schwammer, os pais dos filhotes têm o típico aspecto físico dos leões Berbere ou do Atlas. No caso do macho, ele destacou a imensa juba, mais volumosa que o normal.   Os veterinários do zoológico da capital austríaca, situado no local do antigo palácio de verão dos imperadores da Áustria, não sabem ainda a partir de quando o público poderá visitar os três filhotes.   Por enquanto, foram colocadas mais plantas e cercas no grande local onde ficam os leões, para proteger Somali, a mãe, e seus filhotes dos olhares.   Segundo os veterinários do zôo, a fêmea está um pouco nervosa e refugiou-se em uma das cavernas do parque.   No mundo existem poucos exemplares de leões que dispõem das características do leão Berbere, assegurou o zoológico de Viena, o mais antigo do mundo com mais de 250 anos.

Mais conteúdo sobre:
meio ambiente

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.