Mudança climática ameaça direitos humanos de milhões

Populações correm o risco de perder acesso à habitação, alimentos e água potável, diz a ONU

REUTERS

19 de fevereiro de 2008 | 15h38

A mudança climática ameaça os direitoshumanos de milhões de pessoas, que correm o risco de perderacesso à habitação, alimentos e água potável, a menos que osgovernos façam uma intervenção para conter estes efeitos,afirmaram especialistas nesta terça-feira. Em uma conferência sobre mudança climática e migração,autoridades da Organização das Nações Unidas disseram que oaumento do nível do mar e tempestades intensas, secas einundações podem fazer com que muitas pessoas deixem suas casase suas terras, algumas vezes de forma permanente. "O aquecimento global e as extremas condições climáticaspodem ter consequências calamitosas para os direitos humanos demilhões de pessoas", afirmou Kyung-wha Kang, alta-comissáriaadjunta da ONU para direitos humanos. Kang, uma sul-coreana, relatou que os países têm aobrigação de "prevenir e tratar das consequências diretas que amudança climática pode afetar os direitos humanos". As ações do governo incluem fornecer abrigos, garantir boascondições sanitárias e prover água potável, além de garantirque os cidadãos tenham acesso a informações e tomem parte nasdecisões, acrescentou Kang. (Reportagem de Laura MacInnis)

Tudo o que sabemos sobre:
CLIMAONUDIREITOS

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.