Morte de seis elefantes causa comoção na Tailândia

Animais podem ter morrido por contaminação alimentar; no país, o elefante é um símbolo nacional

Efe,

26 de outubro de 2007 | 10h48

A Tailândia acordou nesta sexta-feira, 26, comovida pela notícia da morte de seis elefantes nas montanhas de Khlung, na província de Chanthaburi, no leste do país, um aviso do perigo de extinção do animal, que é um símbolo nacional. Segundo a imprensa, os elefantes, seis fêmeas de 15 a 40 anos de idade, podem ter morrido por terem comido alimentos contaminados. Outra causa possível é alguma doença. O veterinário Pattarapon Maneeon declarou que serão necessários exames para descobrir a causa exata da morte dos animais.  A notícia causou o alarme na sociedade tailandesa. O elefante é um símbolo nacional, quase um animal sagrado, que a população venera e protege. No entanto, a redução dos territórios silvestres, a caça ilegal e os conflitos com os agricultores têm sido fontes de problemas na Tailândia e no resto da Ásia. Hoje, a Tailândia só conta com 3 mil elefantes domesticados e 3 mil selvagens. Há um século, havia cerca de 100 mil, metade deles empregada na agricultura.

Tudo o que sabemos sobre:
ElefanteTailândia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.