REUTERS/Kevin Lamarque/Files
REUTERS/Kevin Lamarque/Files

Morre na China o panda mais velho do mundo

Ming Ming vivia em parque chinês desde 1998 mas viajou pela Irlanda e Inglaterra em sua longa vida; ela teria vivido 34 anos

BBC Brasil, BBC

17 Maio 2011 | 16h00

O urso panda considerado o mais velho do mundo, a fêmea Ming Ming, morreu na China aos 34 anos de idade, informou o jornal chinês The Global Times.

Ming Ming morreu na semana passada no parque para animais selvagens Xiangjiang, na província de Guangdong, no sul do país, disse o jornal.

Ela vivia no parque desde 1998, mas visitou zoológicos na Irlanda e Inglaterra em sua longa vida.

Segundo veterinários, os órgãos internos da panda se deterioraram com a idade e ela foi vítima de falência renal.

Pandas não costumam viver mais do que 22 anos em cativeiro ou 15 no meio selvagem.

Em 1991, Ming Ming quase causou um incidente diplomático quando foi enviada ao zoológico de Londres para acasalar com um panda de Berlim, Bao Bao.

Os dois brigaram, e Ming Ming teve de ser devolvida à China sem filhotes. BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.