Morre em Miami o orangotango mais velho do mundo

Um orangotango de Sumatra, tido como omais velho do mundo, morreu em Miami aos 55 anos, informouneste domingo o porta-voz do zoológico onde vivia o animal. Nonja, nascida na ilha indonésia de Sumatra em junho de1952, foi encontrada morta na manhã de sábado, disse RonMagill, porta-voz do Zoológico Metropolitano de Miami. Magill contou que no sábado foi feita uma autópsia. Foidescoberta uma pequena quantidade de sangue no cérebro deNonja, o que pode indicar um tumor ou um aneurisma como aprovável causa da morte. O funcionário afirmou que um outro orangotango da mesmaespécie havia vivido por 57 anos. Segundo Magill, que disse ainda que Nonja teve cinco crias,a maioria desses animais morre aos 40 anos, em média. "Ela era uma grande dama e acredito que sabia disso",comentou. Nonja veio da Holanda para Miami em 1983, e seu nomesignifica "garota" em holandês, segundo Magill. Segundo a Sociedade de Orangotangos de Sumatra, a espéciecorre risco de extinção e poderia deixar de existir na naturezaem menos de dez anos. Existiriam apenas 7.300 orangotangos vivendo em Sumatra. (Por Tom Brown)

REUTERS

30 de dezembro de 2007 | 18h56

Tudo o que sabemos sobre:
ANIMALMIAMI

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.