Ministério propõe troca de veículos a diesel antigos

Pasta pretende iniciar debate que envolverá sociedade, montadoras, Conselho Trânsito e outros ministérios

Alexandre Gonçalves, de O Estado de S. Paulo,

13 Janeiro 2009 | 21h30

O Ministério do Meio Ambiente (MMA) vai iniciar a discussão de um projeto para estimular a substituição da frota de veículos pesados no País. Depois da polêmica sobre a implementação do diesel mais limpo, que terminou com um acordo adiando por quatro anos o fornecimento do combustível menos poluente para toda a frota, a pasta pretende iniciar um debate que envolverá sociedade civil, montadoras, Conselho Nacional de Trânsito e outros ministérios.   Veja também: Minc rebate críticas de secretário da gestão de Marina ''Lula não tem visão ambiental estratégica'' Procuradora diz que acordo do diesel não foi retrocesso Governo tinha MP para deter redução de enxofre, diz Graziano Minc: acordo para enxofre no diesel foi 'o melhor possível' Governo recua e autoriza diesel com 1.800 ppm de enxofre Atraso de diesel menos poluente terá reflexo por 22 anos Marina: Orgãos ambientais fizeram sua parte para implantação de diesel menos poluente    A informação foi dada por Rudolf de Noronha, diretor de Qualidade Ambiental na Indústria do MMA, presente no evento organizado pela Petrobrás sobre o fornecimento do diesel S-50 às frotas de ônibus das cidades de São Paulo e Rio de Janeiro - primeira etapa do acordo firmado no ano passado. "Não adianta combustível mais limpo se os veículos são velhos", sublinhou Paulo Roberto Costa, diretor de Abastecimento da Petrobrás.   Questionado sobre os possíveis responsáveis pelo não cumprimento da norma do Conama que estabelecia o fornecimento do diesel mais limpo para toda a frota desde 1º de janeiro, Costa preferiu não comentar. A procuradora do Ministério Público Federal, Ana Cristina Bandeira Lins, presente ao evento, reafirmou que o inquérito civil continua e o acordo não exime possíveis culpados.   A primeira reunião sobre a renovação da frota deve ocorrer em fevereiro.

Mais conteúdo sobre:
meio ambiente diesel

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.