Minc quer restrições de crédito da Amazônia em outros biomas

O ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc, afirmou nesta quarta-feira, 4, que vai propor que no futuro o Conselho Monetário Nacional estenda as restrições de crédito que vão valer para a Amazônia, a partir de 1º de julho, para o Cerrado, Mata Atlântica e Pantanal.   Ele disse que no próximo dia 15 os setores frigorífico, siderúrgico e madeireiro serão notificados para informar quem são seus fornecedores de matéria-prima. O objetivo é identificar a existência ou não de matéria-prima ilegal.   No dia 18, o ministro disse que assinará convênio com a Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais (Abiove) para prorrogar por mais um ano a moratória para a compra de soja produzida em áreas desmatadas. O ministro participa neste momento da cerimônia de posse do novo presidente do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Roberto Messias.  

João Domingos, O Estado de S. Paulo

04 Junho 2008 | 11h10

Mais conteúdo sobre:
desmatamento Carlos Minc Amazônia Legal

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.