Marina diz que governo divulgará lista de desmatadores

No Pará, a ministra diz que sua pasta está trabalhando para fechar cerco contra extração ilegal de madeira

Eduardo Nunomura, enviado especial de O Estado de S. Paulo

14 de fevereiro de 2008 | 13h11

A ministra do Meio Ambiente, Marina Silva, afirmou, nesta quinta-feira, que o governo pretende divulgar uma lista contendo o ranking dos 150 maiores desmatadores do País. A ministra, que participa do Seminário de Avaliação e Planejamento das Ações de Monitormaneto e Controle dos Desmatamentos na Amazônia, também lamentou que alguns parlamentares digam que não é preciso certificar a produção de madeira, grãos e carne que vêm da Amazônia.     Veja também: Para WWF, não há interesse político em denunciar desmatadores Entenda o impasse em torno dos limites para desmatamento   Marina afirmou que sua pasta já está trabalhando pela implementação do decreto 6.321, de 21 de dezembro, que aperta o cerco à atividade de extração ilegal de madeira na Amazônia, e negou que exista uma possibilidade de perdoar quem já desmatou na região.   "Estamos trabalhando para cumprir e implementar o decreto e a portaria (do ministério). E teremos reuniões com os bancos públicos para que não se dê financiamento, nem apoio a atividades que sejam ilegais", disse ela. Também acrescentou que "não existiu, nem existe proposta dentro do governo para anistia aos desmatadores. Existe no governo é a implementação do decreto que aumenta o rigor em relação a fiscalização, criminaliza aqueles que produzirem em área desmatada ilegalmente e criminaliza também aqueles que comprarem os produtos produzidos nessa área."

Tudo o que sabemos sobre:
desmatamentoAmazônia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.