Março de 2010 bate recorde de calor para o mês no mundo

Contribuiu para o calor recorde o El Niño, um aquecimento periódico das águas tropicais do Oceano Pacífico

Associated Press

15 Abril 2010 | 15h19

O mês passado foi o março mais quente já registrado em todo o mundo, de acordo com registros mantidos desde 1880, informam cientistas dos Estados Unidos. 

 

A temperatura global média do mês foi de 13,5º C, de acordo com a Administração Nacional dE atmosfera e Oceano (NOAA). Isso está 0,77º C acima da média para março ao longo do século 20.

 

Pesquisadores do NOAA dizem que excesso de calor foi particularmente notável no norte da África, sul da Ásia, Tibet, Índia e Canadá.

 

Regiões que experimentaram temperaturas abaixo da média no mês incluem Rússia oriental, norte e oeste da Europa, México, norte da Austrália, oeste do Alasca e sudeste dos EUA.

 

Contribuiu para o calor recorde o El Niño, um aquecimento periódico das águas tropicais do Oceano Pacífico que, juntamente com  mudanças no vento e na pressão do ar, pode afetar o clima global.

 

Além disso, pesquisadores vêm informando elevações das temperaturas globais ao longo de vários anos, por conta da elevação dos níveis de dióxido de carbono na atmosfera.

 

A NOAA também informou que a capa glacial do Ártico, que normalmente atinge sua extensão máxima em março, cobriu 15,1 quilômetros quadrados, em média, uma queda de 4,1% em relação à média 1979-2000. Trata-se da quinta menor cobertura para o mês de março desde que os registros tiveram início, em 1979.

Mais conteúdo sobre:
aquecimento global ártico calor

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.