Secom Prefeitura de Ilhéus
Secom Prefeitura de Ilhéus

Manchas de óleo chegam a Ilhéus, no litoral sul da Bahia

De acordo com balanço do Ibama, órgão ligado ao Ministério do Meio Ambiente, já há 238 locais afetados na costa nordestina.

Heliana Frazão, Especial para o Estado, O Estado de S. Paulo

25 de outubro de 2019 | 19h52

SALVADOR - Órgãos ambientais que atuam no monitoramento das manchas de óleo que contaminam as praias do Nordeste observaram na manhã desta sexta-feira, 25, a chegada do produto a Ilhéus, no sul do da Bahia. Conforme o governo do Estado, 15 municípios baianos já foram atingidos pelo óleo, que chegou ao estado no início do mês de outubro.

Por causa da gravidade da situação, o Executivo estadual decretou emergência. Além de Ilhéus, o óleo já chegou a Salvador, Lauro de Freitas, Camaçari, Conde, Esplanada, Vera Cruz, Itaparica, Itacaré, Jandaíra, Entre Rios, Cairu, Maraú e Mata de São João, a maioria destinos turísticos. 

De acordo com balanço do Ibama, órgão ligado ao Ministério do Meio Ambiente, já há 238 locais afetados na costa nordestina.

Na prefeitura de Ilhéus, a informação é de que o município já tinha a expectativa da chegada do óleo. Na quinta-feira, 24, foram liberadas informações à população sobre como agir caso detectassem manchas no litoral.

Ilhéus possui uma extensa faixa de praia da ordem de 90 km. Segundo a prefeitura, assim que as manchas foram encontradas, nessa manhã, uma força-tarefa formada por homens de vários órgãos ambientais entrou em ação e levou menos de 30 minutos para limpar a Praia do Norte, onde as manchas chegaram.

O prefeito de Ilhéus, Mário Alexandre, disse que o vazamento de petróleo é um crime ambiental. "É preciso, sobretudo, unir as forças, através de um comitê interinstitucional em parceria com o governo do Estado". 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.