Lula critica ONGs ambientais que 'dão palpite' contra Belo Monte

Presidente diz que obra dará todas as garantias ambientais

Agência Brasil

15 Abril 2010 | 08h32

O presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, voltou a criticar nesta quarta-feira, 14, opositores à construção da Usina Hidrelétrica de Belo Monte, no Rio Xingu no Pará. Lula disse que a obra dará todas as garantias ambientais exigidas e criticou as organizações não governamentais (ONGs) internacionais contrárias à usina.

 

Veja também:

Justiça suspende leilão de Belo Monte  

 

“Vi nos jornais hoje (quarta-feira) que tem muitas ONGs vindas de vários cantos do mundo alugando barco para ir para Belém a fim de poder tentar evitar que nós façamos a hidrelétrica”, disse. “Ninguém tem mais preocupação de cuidar da Amazônia e dos nossos índios do que nós. Não precisa, quem já destruiu o deles, vir aqui dar palpite no nosso”, completou.

 

O presidente defendeu mais agilidade na construção de Belo Monte e afirmou que no novo projeto da hidrelétrica o lago ocupará apenas um terço do espaço do projeto original. “Obviamente que o projeto que foi feito, foi modificado. O lago é um terço daquilo que estava previsto anteriormente. Exatamente porque a gente possa dar todas as garantias ambientais”.

Mais conteúdo sobre:
Lula criticas ONGs ambientais Belo Monte

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.