Lula: Brasil pode por dinheiro em fundo para o clima

Em discurso realizado hoje em Copenhague, durante a 15ª Conferência das Nações Unidas para o Clima (COP-15), o presidente Luiz Inácio Lula da Silva anunciou que, se for necessário, "o Brasil está disposto a fazer um sacrifício a mais e colocar dinheiro também para ajudar outros países se nós nos colocarmos de acordo numa proposta final". "Estamos dispostos a ajudar no financiamento, se nós nos colocarmos de acordo em uma proposta final aqui. Agora, o que não estamos de acordo é que as pessoas mais importantes do planeta assinem um documento só para dizer que assinamos", afirmou.

AE, Agencia Estado

18 Dezembro 2009 | 09h58

Em seguida, Lula mostrou dúvidas sobre se seria possível um acordo final. "Adoraria sair com um documento mais perfeito, mas se a gente não conseguiu até agora, não sei se algum anjo ou algum sábio descerá desse plenário e irá colocar na nossa cabeça a inteligência que nos faltou até agora." No discurso, o presidente brasileiro reafirmou a meta do País de redução de gases do efeito estufa de 36,1% a 38,9% até 2020. Isso significará um gasto, segundo ele, de US$ 166 bilhões, o equivalente a US$ 16 bilhões ao ano.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.