Los Angeles proibirá sacolas de plástico a partir de 2010

Consumidores deverão utilizar as próprias bolsas para carregar as compras ou a pagar US$ 0,25 para adquiri-las

Efe

23 Julho 2008 | 21h02

A cidade de Los Angeles anunciou que proibirá o uso de sacolas de plástico nos comércios a partir de julho de 2010, conforme foi aprovado em uma votação na Prefeitura da cidade californiana, informou nesta quarta-feira, 23, a imprensa local.   Quando a medida entrar em vigor, os consumidores serão obrigados a utilizar as próprias bolsas para carregar as compras ou a pagar US$ 0,25 para adquiri-las nos estabelecimentos de comércio, em papel ou em material biodegradável.   A iniciativa tem como objetivo reduzir o consumo de plástico nesta cidade, a segunda maior dos Estados Unidos, atrás de Nova York, e evitar que se polua mais o mar, como acontece muitas vezes.   "É a regra mais sensível com o meio ambiente que fizemos", assegurou o vereador Bill Rosendahl.   Los Angeles será a segunda cidade da Califórnia, após San Francisco, a autorizar esta medida. San Francisco aprovou algo similar em 2007.   O objetivo das duas cidades é pressionar os legisladores do estado para que aprovem uma lei que eliminaria o uso das sacolas de plástico de seus territórios a partir de 2012.   Estima-se que Los Angeles consuma 2,3 bilhões de bolsas de plástico ao ano, das que só 5% são recicladas em todo o estado.

Mais conteúdo sobre:
meio ambiente

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.