Líderes europeus querem mais plantas transgênicas, diz jornal

O Independent on Sunday afirma ter tido acesso a documentos confidenciais sobre uma série de reuniões

EFE,

26 Outubro 2008 | 12h57

O primeiro-ministro do Reino Unido, Gordon Brown, e outros líderes europeus estão preparando em segredo uma campanha sem precedentes para estender os cultivos de alimentos transgênicos no continente, afirma periódico o dominical The Independent on Sunday.   O jornal afirma ter tido acesso a documentos confidenciais sobre uma série de reuniões privadas realizadas por representantes dos 27 países da União Européia (UE).   Estes documentos se referem aos planos para "acelerar" a introdução dos produtos modificados geneticamente e como fazer frente à resistência por parte da população.   Estes planos secretos podem gerar insatisfação, no momento em que aumenta a preocupação da população sobre a tecnologia transgênica, acrescenta a investigação de The Independent on Sunday.   A oposição a estes cultivos impediu seu desenvolvimento no Reino Unido, enquanto a França os suspendeu, e aumenta a resistência na Espanha e em Portugal, acrescenta.   O jornal afirma que as reuniões secretas foram convocadas pelo presidente da Comissão Européia (CE, órgão executivo da UE), José Manuel Durão Barroso, e foi pedido aos 27 que nomeassem representantes especiais.   Os produtos modificados geneticamente têm que ser aprovados pela UE antes que possam ser cultivados ou vendidos na Europa, mas os governos europeus estão divididos sobre este assunto, ressalta o dominical.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.