Líder indiano vai à cúpula climática em Copenhague

Anúncio encerra dias de especulação sobre o nível de representação do país na conferência

AE-AP, Agencia Estado

05 Dezembro 2009 | 13h23

O primeiro-ministro indiano, Manmohan Singh, disse nesta sábado, 5, que irá participar da cúpula sobre clima em Copenhague, encerrando dias de especulação sobre o nível de representação do país na conferência. O evento começa na próxima segunda-feira (dia 7), mas Singh chegará apenas nos dois últimos dias do encontro, chegando à capital dinamarquesa no dia 17 de dezembro.

 

Veja também:

linkObama muda data de viagem a Copenhague

linkHá sinais animadores de verba em cúpula do clima, afirma ONU

linkAl Gore diz que corte de emissões previsto por Obama é pouco

linkMais de 100 chefes de Estado estarão reunidos em Copenhague

especialO mundo mais quente: mudanças geográficas devido ao aquecimento

especialEntenda as negociações do novo acordo  

 

Mais cedo esta semana, a Índia prometeu reduzir significativamente a emissão de carbono ao longo da próxima década, acompanhando as promessas feitas pelos EUA e China de diminuir seus níveis de emissão. Singh visitou Washington na semana passada, onde o presidente dos EUA, Barack Obama, o encorajou a participar do encontro na capital dinamarquesa.

Na última quinta-feira (dia 3), Nova Délhi anunciou os planos de reduzir a taxa de poluição com produção de 20% para 25% em comparação aos níveis de 2005, embora não aceite que seja estabelecido um objetivo legal para redução de emissões.

A Índia está em 5º lugar entre os maiores emissores de dióxido de carbono no mundo, responsável por 4,7% da emissão global. Os EUA e a China respondem por 40% da emissão mundial, enquanto Rússia e Indonésia completam a lista dos maiores poluentes. As informações são da Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
climaCopenhagueÍndia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.