Mike Segar/Reuters
Mike Segar/Reuters

Leonardo DiCaprio rebate Bolsonaro: 'Embora dignas de apoio, não financiamos as ONGs'

Presidente acusou ator americano de financiar ONGs para 'tacar fogo na Amazônia'

Redação, O Estado de S.Paulo

30 de novembro de 2019 | 12h22
Atualizado 01 de dezembro de 2019 | 00h18

O ator Leonardo DiCaprio se pronunciou neste sábado, 30, sobre as acusações de Jair Bolsonaro em relação a queimadas na Amazônia. Na última sexta-feira, Bolsonaro afirmou que DiCaprio financia ONGs responsáveis por 'tacar fogo na Amazônia'. DiCaprio negou o financiamento do WWF, mas elogiou a organização: "Embora dignos de apoio, não financiamos as organizações atacadas", em tradução livre.

 

Em comunicado enviado à Reuters, o ator também elogiou 'o povo do Brasil, que trabalha para salvar sua herança natural e cultural".

Sem apresentar provas, o presidente Bolsonaro havia ligado o ator às queimadas na floresta durante transmissão nas redes sociais, na quinta-feira, 28.  "Tira foto, manda para ONG, a ONG divulga, entra em contato com o Leonardo DiCaprio e ele doa US$ 500 mil (cerca de R$ 2,1 milhões) para essa ONG. Leonardo DiCaprio, você está colaborando com as queimadas na Amazônia", afirmou.

O presidente reafirmou as acusações na última sexta-feira, em conversa com apoidores em frente ao Palácio do Planalto. "Agora, Leonardo DiCaprio é um cara legal, né? Dando dinheiro para tacar fogo na Amazônia", declarou o presidente a apoiadores em frente ao Palácio da Alvorada, em Brasília. Bolsonaro também ironizou suspeitas sobre envolvimento de organizações não governamentais (ONGs) em incêndios na região.

 

Tudo o que sabemos sobre:
Leonardo DiCaprioJair BolsonaroWWF

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.