Knut precisa de público e 'reclama' quando zoológico fecha

Segundo tratador do famoso urso polar, funcionários já não podem brincar com Knut por causa de seu tamanho

BBC Brasil,

26 de março de 2008 | 15h38

Um tratador do famoso urso polar Knut disse que o animal já não pode viver sem aparecer em público e defendeu sua transferência para outro zoológico. O tratador Markus Roebke disse ao jornal alemão Bild que Knut não tem consciência de que é um urso polar. "Ele pensa que o tratador que cuidou dele na infância, Thomas Doerflein, é seu pai", disse Roebke em entrevista ao jornal.   "Assim que ele cheira o tratador ele começa a chorar" diz Roebke. "Por isso seria melhor se ele mudasse para outro zoológico." Os empregados do zoológico de Berlim já não podem mais brincar com o urso, que mede dois metros e pesa 140 quilos.   'Carente por atenção'   "Knut precisa de público", disse Roebke, que também afirmou que o urso fica "ganindo" em dias que não recebe visitas. "Em um dia em que o zoológico ficou fechado ele chorou até um tratador se postar na frente de seu recinto", afirmou o tratador. Knut foi mostrado ao público pela primeira vez há exatamente um ano, em março de 2007. O filhote de urso polar ficou famoso depois que foi rejeitado pela mãe e o zoológico berlinense decidiu criá-lo à mamadeira.   O urso ganhou um programa de TV próprio e estampou as capas de várias revistas. Além disso, ele foi escolhido como garoto-propaganda de uma conferência sobre o meio ambiente. Knut continua popular na Alemanha: o maior canal de TV do país, ARD, vai exibir um novo documentário sobre o animal com o título Verrückt nach Knut (Louco por Knut, em tradução livre).

Tudo o que sabemos sobre:
Knut

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.