Kátia Abreu é contra Reserva Legal

Senadora diz que ruralistas vão insistir na autonomia dos Estados para dimensionar APPs às margens dos rios

Marta Salomon, O Estado de S. Paulo

07 Julho 2010 | 20h19

Em entrevista coletiva concedida hoje na sede da Confederação Nacional da Agricultura, em Brasília, a presidente da entidade, senadora Kátia Abreu (DEM-TO), afirmou que os produtores rurais continuarão insistindo na autonomia dos Estados para decidir sobre Áreas de Proteção Permanente (APPs) nas margens de rios e córregos.

 

Retirada da segunda versão do relatório do senador Aldo Rebelo (PCdoB - SP), apresentada na segunda-feira, votada e aprovada ontem na Comissão Especial da Câmara dos Deputados, a autonomia era um dos pontos polêmicos do relatório de Rebelo e, segundo muitos juristas, fere a Constituição Federal.

 

Kátia Abreu disse ainda que a bancada ruralista deve lutar no plenário para recolocar no substitutivo a consolidação das áreas desmatadas até julho de 2008, também retirada da proposta apresentada na segunda-feira.

 

"Não tem de existir reserva legal no Brasil", disse Kátia Abreu aos jornalistas presentes.

 

Leia entrevista completa no Estado de S. Paulo desta quinta-feira.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.