Kassab quer criar faixa só para quem dá carona

Anúncio também inclui uso Ciclofaixa de Lazer, mas medidas não têm prazo para começar

Circe Bonatelli, Agência Estado

03 de junho de 2011 | 20h11

A Prefeitura de São Paulo prepara duas mudanças nas ruas da cidade. A primeira delas deve começar nas próximas semanas e se refere à implementação de uma faixa exclusiva para carros que trafeguem com mais de uma pessoa a bordo. O objetivo dessa medida, segundo a prefeitura, é priorizar o transporte coletivo. A outra mudança, ainda sem previsão de data para entrar em vigor, é a utilização das ciclofaixas durante os dias de semana, com o objetivo de incentivar o uso da bicicleta como um meio de transporte. Hoje, o uso das ciclofaixas é restrito a domingos e feriados, como uma opção de lazer.

 

O anúncio preliminar foi feito hoje pelo prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, durante a Cúpula C40, reunião de prefeitos de metrópoles de vários países para debate das mudanças climáticas. Segundo Kassab, a faixa exclusiva para carros com mais de um passageiro já está em estudo pela Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), e um projeto piloto deve ser implementado nas próximas semanas.

 

Já o projeto de extensão das ciclofaixas também está em estudo, mas sem previsão de data para entrar em vigor. O prefeito adiantou que ele será implementado como teste, um dia por mês, nas ciclofaixas já existentes. "Essa é uma ideia minha que deixa os diretores da CET de cabelo em pé", contou Kassab. "Vamos avaliar a implementação da ciclovia permanente na cidade de São Paulo. É um legado que quero deixar para as próximas gestões."

 

São Paulo tem hoje 45 quilômetros de ciclofaixas que interligam os Parques das Bicicletas, do Ibirapuera, do Povo, Villa-Lobos, através de uma faixa exclusiva sinalizada nas ruas para uso das bicicletas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.