Junho foi o mês mais quente desde o final do século 19

Recordes de calor no mês se registraram na Nova Zelândia, no norte da América do Sul, Groenlândia, África Central e sul da Ásia

Agências internacionais, O Estado de S. Paulo

21 Julho 2014 | 20h24

A Agência Nacional Oceânica e Atmosférica (Noaa) informou nesta segunda-feira, 21, que o mês de junho de 2014 foi o mais quente do planeta desde 1880. A temperatura média terrestre e dos oceanos chegou a 16,22ºC, o que corresponde a um aumento de 0,72ºC em relação à média do século 20 para este mês.

"Vivemos em uma era de sistema climático em crescimento vertiginoso", disse Dereck Arndt, diretor de controle do clima da Noaa. De acordo com Arndt, os registros de junho se deveram a temperaturas quentes dos oceanos, especialmente o Pacífico e o Índico. 

Os recordes de calor no mês passado se registraram em todos os continentes com exceção da Antártida e especialmente na Nova Zelândia, no norte da América do Sul, Groenlândia, África Central e sul da Ásia. 

Todos os 12 recordes de maior calor aconteceram depois de 1997, mais da metade na última década. Por outro lado, os recordes mensais de frio datam de antes de 1917. 

Mais conteúdo sobre:
frio junho

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.