Jacareí tenta conter vazamento de 20 mil litros de óleo combustível

Cerca de 20 mil litros de óleo combustível leve (intermediário entre óleo diesel e o óleo de baixo ponto de fulgor, ou BPF) vazaram nesta sexta de um tanque da construtora Caramgo Corrêa em Jacareí, interior de São Paulo. O acidente foi causado pelo rompimento de um tubo no tanque onde o produto estava armazenado. O tanque localiza-se em uma bacia de contenção, mas por falha operacional a válvula dessa bacia estava aberta, possibilitando o vazamento, que atingiu a área de brejo de um afluente do Rio Parateí.

Karina Ninni e Gustavo Bonfiglioli , estadao.com.br

04 de fevereiro de 2011 | 20h41

Técnicos da Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (CETESB) e da Agência Ambiental de Jacareí foram acionados por volta das 10h pela Camargo Corrêa Cimentos. Segundo a empresa, o rompimento na tubulação de um tanque aéreo que armazenava aproximadamente 22 m³ de um produto denominado OC4 Premiumpor ocorreu por volta das 6h.

Estima-se que todo o produto escorreu por uma canaleta de drenagem pluvial atingindo um lago natural e uma área de várzea, situados na parte baixa da empresa. Os técnicos que estiveram no local orientaram a colocação de barreiras de contenção e o trabalho de recuperação do óleo, impedindo que avance pela área do brejo.

Até o fechamento desta matéria, o óleo não havia atingido o Rio Parateí e não havia sido constatada mortandade de peixes na área.

 
 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.