IPCC tem decepção com medidas da UE contra emissão de CO2

Comissão Européia (CE) aprovou nesta quarta-feira, 23, seu pacote de medidas para combater mudança climática

Efe,

23 de janeiro de 2008 | 17h11

O presidente do Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC), Rajendra Pachauri, afirmou nesta quarta-feira, 23, que o pacote de medidas adotadas pela União Européia (UE) para reduzir as emissões de CO2 não foram as esperadas. "Se vemos os números e nos lembramos do discutido em Bali, o que se vê, realmente, não era o esperado", disse Pachauri, em entrevista coletiva no Fórum Econômico Mundial em Davos, que começou nesta quarta-feira, 23, e deve se estender até domingo, 27.   Veja também: UE decide manter meta para ampliar uso de biocombustíveis   A Comissão Européia (CE) aprovou nesta quarta-feira, 23, seu pacote de medidas para combater a mudança climática, que inclui planos para reduzir as emissões de CO2 e impulsionar o uso das energias renováveis e dos biocombustíveis. "Acho que esses números serão revistos no futuro, porque estamos diante de uma situação dinâmica, certamente esses números não serão aceitáveis em dois ou três anos", acrescentou o presidente do IPCC, organismo que em 2007 recebeu o Prêmio Nobel da Paz.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.