Índia ratifica acordo para reduzir emissões

País responde por 4,5% das emissões globais de gases do efeito estufa

O Estado de S.Paulo

03 Outubro 2016 | 03h00

A Índia ratificou no domingo, 2, na Organização das Nações Unidas (ONU), o Acordo de Paris sobre a mudança do clima. O primeiro-ministro do país, Narendra Modi, escolheu o dia por ser o mesmo do nascimento do líder pacifista Mahatma Gandhi.

A Índia responde por 4,5% das emissões globais de gases do efeito estufa no planeta. A nação se comprometeu a até 2030 ter pelo menos 40% de sua eletricidade gerada a partir de fontes não fósseis. 

Além da Índia, 61 países – entre eles, o Brasil – já assinaram o documento climático. Estados Unidos e China, os principais emissores de gases estufa, também estão nessa lista. 

O grupo signatário até agora é responsável por aproximadamente 52% das emissões, segundo a ONU. Para ter validade, esse número precisa chegar a 55%.

Pacto. Adotado em dezembro do ano passado por 195 nações, o acordo ainda precisou ser ratificado pelos Legislativos e Executivos locais. O documento pede que países ricos e pobres tomem medidas para conter o aumento das temperaturas globais e o derretimento das geleiras. O compromisso é de que a elevação da temperatura do planeta não passe muito de 1,5°C, ficando “bem abaixo de 2°C”. /AGÊNCIAS INTERNACIONAIS

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.