Incertezas ameaçam ação climática, diz Fórum Econômico

Centenas de executivos, políticos e personalidades se encontram no fim do mês na estação de esqui de Davos

REUTERS

09 de janeiro de 2008 | 09h44

A crescente preocupação com os mercadosfinanceiros e a escalada das tensões geopolíticas em 2008 podemlevar governos e empresas a negligenciar riscos menosimediatos, como as mudanças climáticas, segundo alerta lançadona quarta-feira pelo Fórum Econômico Mundial. "A ação para mitigar a mudança climática, por exemplo, podeser colocada em perigo, caso a economia global se enfraqueçasubstancialmente-- embora muitas das decisões que irão moldar ocaminho futuro do clima global precisem ser tomadas nospróximos cinco anos", disse o relatório do Fórum, intitulado OsRiscos Globais. "(A inação) a respeito dos riscos de longo prazo só iráenfraquecer a capacidade global de gerenciar desafios futuros",acrescenta o texto, que formará parte da pauta da reunião destemês do Fórum Econômico Mundial em Davos, na Suíça. O relatório cita quatro questões principais: riscofinanceiro sistêmico, segurança alimentar, interrupções nascadeias de fornecimento e o papel da energia. "O risco financeiro sistêmico é o mais imediato e, do pontode vista do custo econômico, o mais severo", disse o Fórum, quenão descarta uma possível recessão nos Estados Unidos e apontauma especial vulnerabilidade na dependência da Grã-Bretanha emrelação ao setor financeiro. Sobre a questão alimentar, o relatório prevê um período de"preços mais voláteis e mantidos elevados" devido a fatorescomo demografia, mudanças no estilo de vida e alteraçõesclimáticas. Centenas de executivos, políticos e outras personalidadesse encontram no fim do mês na estação de esqui de Davos. Aprevisão é de que neste ano o clima seja menos otimista do queem 2007, quando a economia global ainda vivia um de seus maislongos períodos de crescimento desde o fim da Segunda GuerraMundial. Neste ano, a reunião de Davos é marcada pelas seqüelas dacrise no crédito imobiliário norte-americano, que afetou osmercados do mundo todo. Entre os riscos econômicos para 2008, o Fórum EconômicoMundial cita uma redução abrupta no valor do dólar, adesaceleração do crescimento chinês, aumentos de impostos empaíses ricos e uma queda no preço da moradia nos EUA e naEuropa. Os riscos geopolíticos incluem o colapso do Tratado deNão-Proliferação Nuclear e um conflito entre Estados Unidos eIrã ou Coréia do Norte. Os riscos ambientais continuam sendoencabeçados pelas questões climáticas. O relatório alerta também que os desafios são cada vez maiscomplexos e interligados, de modo que empresas e governos terãomais dificuldades em identificar os responsáveis e mitigar osriscos principais. "Caso o risco financeiro sistêmico leve a uma deterioraçãoséria da economia mundial, as perspectivas de uma mitigaçãocolaborativa podem ser revertidas em várias frentessimultaneamente, já que as atenções se voltam para preocupaçõesmais imediatas", diz o texto. (Por Clara Ferreira-Marques)

Tudo o que sabemos sobre:
CLIMAFORUMMERCADOS

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.