Ibama vai soltar 100 pingüins em alto-mar em Santos

Essa vai ser a primeira experiência realizada em São Paulo, nas vezes anteriores eles foram levados até RS

Solange Spigliatti, do estadao.com.br,

13 Outubro 2008 | 15h07

Cerca de 10 pingüins-de-magalhães, que chegaram ao litoral paulista nos últimos meses, serão devolvidos ao mar nesta terça-feira, 14, nas praias de Santos, litoral sul do Estado. A soltura em alto-mar na cidade é a primeira experiência do tipo realizada em São Paulo. Nas vezes anteriores, os pingüins eram levados de avião até o Rio Grande do Sul para o Centro de Recuperação de Animais Marinhos - CRAM da FURG, e de lá eram lançados de volta ao mar.  Agora, eles serão lançados ao mar já no litoral de São Paulo. Um dos objetivos é verificar se as aves conseguem encontrar o caminho de volta, poupando os custos da repatriação e permitindo solturas cada vez maiores desses animais.  O processo será acompanhado pelo Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (Ibama), o Aquário do Guarujá, o Aquário de Santos, o Aquário de Ubatuba, a ONG Instituto Argonauta e a ONG Grupo de Resgates de Mamíferos Marinhos - GREMAR. A operação contará também com o apoio da Marinha do Brasil e da Petrobras para realizar o transporte dos animais até os pontos de soltura. Serão dois grupos de pingüins que voltarão ao mar. Um deles deverá ser solto a cerca de 40 milhas da costa (aproximadamente 64 quilômetros) e outro grupo a cerca de 100 milhas da costa (aproximadamente 160 km).  A soltura nesses pontos foi planejada para que as aves sejam auxiliadas pela dinâmica das correntes marinhas e dos ventos no seu direcionamento para o sul, onde se encontram as colônias de reprodução.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.