Ibama apreende 1.711 aves em quatro dias em São Paulo

Os animais foram encontrados durante a Operação Sispass Legal, realizada em todo o País

Elvis Pereira, do estadao.com.br

13 Outubro 2008 | 20h04

O Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) apreendeu 1.711 aves no Estado de São Paulo entre terça e sexta-feira da semana passada. Os animais foram encontrados durante a Operação Sispass Legal, realizada em todo o País para fiscalizar os criadores amadores de pássaros silvestres que estão cadastrados no órgão.   A maioria das apreensões, 740, ocorreu na região metropolitana. O dono de uma empresa em São Bernardo do Campo, no ABC paulista, foi surpreendido com mais de 200 curiós, muitos sem origem comprovada. Ele foi multado em R$ 1,110 milhão. Na zona norte da capital, um criador mantinha em situação precária 335 aves, entre elas algumas ameaçadas de extinção, e acabou multado em R$ 555 mil. Segundo o Ibama, em ambos os casos, os animais estavam confinados em ambientes internos, insalubres e sem presença de luz solar.   Ao todo, as multas aplicadas somam mais de R$ 2,6 milhões. O instituto não soube informar o número de pessoas autuadas e que devem responder por crime ambiental, cuja pena varia de 6 meses a 1 ano de prisão. De acordo com o Ibama, os dados dos demais Estados deverão ser divulgados durante a semana.

Mais conteúdo sobre:
meio ambiente São Paulo Ibama

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.