Carlos Nader/Divulgação
Carlos Nader/Divulgação

Hipopótamo Teteia morre no Zoológico de São Paulo

Ela deixa dez filhotes, inclusive um casal de gêmeos, espalhados pelo Brasil

MARCELA BOURROUL GONSALVES, Agência Estado

05 de agosto de 2011 | 14h45

Teteia, o hipopótamo fêmea do Zoológico de São Paulo, morreu na manhã de hoje com 53 anos de idade, dos quais 48 foram passados no local. Ela chegou a São Paulo em 1964, vinda de Córdoba, na Argentina.

Teteia passou cinco semanas com um quadro clínico grave, piorado pela idade, mas a equipe do zoológico não conseguiu reverter a situação. Na última segunda-feira, 1º, foram realizados diversos exames que constataram o estado de debilidade do hipopótamo.

Ela deixa dez filhotes, inclusive um casal de gêmeos, que estão espalhados pelo Brasil. Sua filha caçula, Sininho, dividia a morada com ela e permanecerá recebendo visitas, principalmente nos passeios noturnos, quando sua mãe costumava receber muita atenção.

Mais conteúdo sobre:
ambientemorteTeteiazoológico

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.