Grupo de países divulga proposta sobre finanças climáticas

Documento tenta quebrar impasse sobre verba que as nações ricas vão oferecer às em desenvolvimento

Agência Estado,

09 Dezembro 2009 | 15h19

A Grã-Bretanha, o México, a Austrália e a Noruega divulgaram um documento na conferência climática em Copenhague a respeito da governança das finanças climáticas, incluindo propostas para a criação de um ou mais fundos para gerenciar o processo.

 

Veja também:

linkEUA aceitam financiar fundo para países pobres

linkRascunho de acordo em Copenhague privilegia ricos

linkONU defende países emergentes no COP-15

especialGlossário sobre o aquecimento global

especialO mundo mais quente: mudanças geográficas devido ao aquecimento

especialEntenda as negociações do novo acordo   

especialRumo à economia de baixo carbono  

 

O documento, que não faz parte do acordo oficial em negociação, é uma tentativa de quebrar um impasse sobre o financiamento que as nações ricas vão oferecer aos países em desenvolvimento para mitigar e se adaptar a mudanças climáticas e como esses recursos serão administrados - um ponto chave das negociações.

 

O documento estabelece alguns princípios centrais, propõe algumas estruturas gerais para governar as finanças climáticas, propõe um novo fundo ou fundos, e enfatiza a importância de levantar financiamento no setor privado, particularmente por meio da expansão dos mercados de carbono. As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.