Grupo de icebergs da Antártida se aproxima da Nova Zelândia

Blocos de gelo estão a 400 quilômetros do sul do país e supõem um grande risco para a navegação local

Efe,

20 Novembro 2009 | 10h00

Um grupo de quatro icebergs da Antártida se aproxima da Nova Zelândia e se encontra a cerca de 400 quilômetros de distância do sul do país, indicaram nesta sexta-feira, 20, cientistas neozelandeses. Os quatro blocos de gelo foram vistos por Rodney Russ, da companhia Heritage Expeditions, quando se encontrava a bordo do navio turístico "Spirit of Enderby".

 

Veja também:

linkCientistas localizam iceberg próximo de ilha australiana 

 

Russ indicou em comunicado de imprensa publicado pela empresa que os icebergs se estão deslocando rumo ao norte a uma velocidade de 1,25 km/h, embora pela maior temperatura de água também começam a deteriorar-se e romper-se.

 

O especialista na Nova Zelândia Subantártica explicou que nunca antes o navio tinha estado em "alerta de iceberg" e advertiu que os grandes pedaços de gelo supõem um grande risco para a navegação.

 

Trata-se de um fenômeno similar ao ocorrido em 2006, quando um grupo de enormes blocos de gelo se aproximou até 25 quilômetros de distância do litoral sul do país.

 

Os iceberg procedem provavelmente da Plataforma de Gelo de Ross, que se rompeu entre 2000 e 2002, segundo Mike Williams, cientista do Instituto de Pesquisa Atmosférica e Água.

 

Williams acrescentou que os blocos de gelo talvez sejam de água doce pois estão formados por neve consolidada, pelo que podem se transformar em água potável, e acrescentou que o ar contido no iceberg poderia criar bolhas na água. No entanto, o cientista apontou que se fizeram estudos com esse objetivo em 1970 e não se encontrou uma forma economicamente eficiente de transformar a neve consolidada em água.

Mais conteúdo sobre:
iceberg Nova Zelandia Antartida

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.