Grupo de 45 baleias encalha em praia da Austrália

38 delas já estavam mortas quando foram encontradas; guardas tentam manter outras 7 vivas

AP,

23 Janeiro 2009 | 09h53

Uma equipe de resgate jogou água na pele seca de baleias encalhadas em um remoto banco de areia da costa australiana nesta sexta-feira, 23, para tentar mantê-las vivas até a maré alta. Pelo menos 38 baleias morreram.    Foto:AP   Veja também: Austrália descarta ação legal pelo fim da caça às baleias Ambientalistas querem ação legal contra baleeiros japoneses   Autoridades do governo disseram que as baleias encalharam na quinta-feira, 22, a cerca de 150 metros da ilha Perkins, no noroeste do estado da Tasmânia, e todas menos sete já estavam mortas quando foram encontradas.   Uma equipe de seis guardas florestais chegou às sobreviventes no início dessa sexta-feira, 23, e estavam tentando manter sua pele molhada, disse a porta-voz do Serviço de Parques e Florestas da Tasmânia, Liz Wren.   "A próxima oportunidade de tentar qualquer possível resgate acontecerá mais tarde, durante a maré alta", disse. Ela não soube informar o horário preciso.   A equipe determinou que o grupo é composto por 45 baleias, afirmou e que há animais jovens entre as sete sobreviventes.   A razão das baleias terem encalhado ainda não é clara, mas Liz disse que as condições difíceis do mar e o canal estreito pelo qual estavam passando podem ser alguns dos motivos pelos quais o grupo foi parar no banco de areia.

Mais conteúdo sobre:
meio ambiente baleias

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.