Grupo argentino mescla música indígena com elementos eletrônicos

Tonolec mistura o idioma Qom, nativo do norte do país, com som computadorizado

Vladimir Hernandez, BBC

08 Agosto 2012 | 13h30

A dupla argentina Tonolec faz música misturando a língua indígena Qom, do norte do país, com elementos eletrônicos.

Segundo a cantora Charo Bogarín, que é descendente de um cacique guarani, o objetivo do grupo é resgatar as canções e a cultura dos povos nativos sul-americanos. Seu colega, Diego Pérez, diz que o dueto foi buscar a sonoridade da natureza, adaptando os elementos eletrônicos a ela.

Bogarín conta que reencontrou com suas origens indígenas ao produzir sua música. Ela diz que espera despertar o interesse dos jovens argentinos em aprender a cantar nas línguas indígenas, em vez de na língua inglesa.

BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.