Greenpeace faz pedido a Lula em banner de 9 mil m²

No maior banner aberto na história da ONG, manifestantes pedem desmatamento zero e proteção dos oceanos

SOLANGE SPIGLIATTI, Agencia Estado

01 Dezembro 2009 | 08h04

ONG faz manifestação em Brasília (DF) às vésperas da cúpula da ONU sobre o clima em Copenhague

 

SÃO PAULO - Um banner de 9 mil metros quadrados e quase 1,5 tonelada foi estendido no começo da manhã desta terça-feira, 1, na Esplanada dos Ministérios, em Brasília, por ativistas do Greenpeace. Às vésperas da Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (COP-15), em Copenhague, os 34 ativistas deram um recado direto ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva: "Você pode fazer mais pelo clima: desmatamento zero, energias renováveis e proteção dos oceanos". Este é o maior banner aberto nos 38 anos de história da organização no mundo, segundo a entidade.

 

Veja também:

linkLula propõe verba de países ricos para proteção do clima

linkDinamarca diz que ainda avalia proposta para cúpula

linkSaiba mais sobre pegada ambiental e emissões de CO2

especialRumo à economia do baixo carbono

especialO mundo mais quente: mudanças geográficas devido ao aquecimento

especial Entenda as negociações do novo acordo

O banner é formado por 130 pedaços, colocados durante as ações de mobilização pelo clima realizadas no segundo semestre pelo Greenpeace. Mais de seis mil brasileiros usaram o espaço para mandar recados para o presidente, aproveitando para reiterar a Lula a importância da reunião de Copenhague.

 

O Greenpeace espera da Conferência do Clima, que começa em cinco dias, cortes significativos nas emissões de gases causadores do aquecimento global pelos países ricos e fundos para salvar as florestas e para ajudar países em desenvolvimento.

Mais conteúdo sobre:
ambiente banner Greenpeace Brasília

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.