Arquivo AE
Arquivo AE

Governo vetará pelo menos dois pontos polêmicos do Código Florestal

Garantia foi dada pela ministra Izabella Teixeira a Carlos Minc

Tiago Rogero, estadão.com.br,

28 de abril de 2011 | 13h17

RIO - O ex-ministro do Meio Ambiente e atual secretário do Meio Ambiente do Rio, Carlos Minc, disse que obteve garantias da atual ministra, Izabella Teixeira, de que o Governo Federal vai vetar pelo menos dois pontos polêmicos do relatório que propõe mudanças no Código Florestal. A uma semana da votação do texto na Câmara, cerca de 100 manifestantes protestaram contra a reforma na Assembleia Legislativa do Rio (Alerj), cobrindo a escadaria com frutas e verduras.

Veja também:

linkRelator do Código mantém exigência de reserva legal

link A uma semana da votação, texto de novo Código segue indefinido

som Marina Silva: Divergências não levarão a cisão dentro do PV

lista A polêmica atualização do Código Florestal do Brasil

Segundo Minc, um dos idealizadores da manifestação, a ministra garantiu que a presidente Dilma Rousseff vai cumprir os compromissos firmados no segundo turno das eleições, quando prometeu vetar a anistia aos desmatadores ilegais e a redução das Áreas de Proteção Permanente. "Ela (Izabella) disse que, apesar de todas as discussões dentro do governo, a presidente Dilma está firme na manutenção do seu compromisso", afirmou.

Minc contou que esteve reunido nesta quinta-feira, 28, no Rio, com a ministra Izabella, o ministro das Relações Exteriores, Antonio Patriota, o governador do Rio, Sérgio Cabral, e o prefeito Eduardo Paes, para debater a Rio+20, conferência das Nações Unidas sobre desenvolvimento sustentável, marcada para o ano que vem. "Como o Rio vai sediar esta, que será a maior de todas as conferências da ONU, 'afrouxando' a proteção de seus biomas?".

Último formulador vivo do atual Código Florestal - datado de 1965 -, o engenheiro agrônomo Alceo Magnanini disse que Governo deveria se preocupar com o cumprimento do Código, e não em modificá-lo. Magnanini criticou a ausência de técnicos na formulação do texto, dizendo que "a comissão é formada tipicamente por pessoas do agronegócio, sem preocupação alguma com o meio ambiente"

Tudo o que sabemos sobre:
código florestalmeio ambiente

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.