Governo japonês faz campanha contra terno e gravata

O gabinete ministerial se reuniu vestindo camisas leves originárias da região tropical japonesa de Okinawa

EFE,

03 Junho 2009 | 16h00

overno japonês, com o primeiro-ministro Taro Aso à frente, iniciou a campanha para abrir mão do terno  da gravata e usar camisas tropicais, para contribuir na luta contra a mudança climática.

 

O gabinete ministerial se reuniu vestindo camisas leves originárias da região tropical japonesa de Okinawa, para promover a campanha de economia de energia criada há quatro anos com o objetivo de evitar o uso excessivo do ar condicionado, informa o diário Japan Times.

 

Aso inaugurou a campanha conhecida como "cool-biz" vestindo uma camisa kariyushi, típica de Okinawa, um presente que recebeu na semana passada do governador dessa região japonesa.

 

A campanha "cool-biz" vai de junho a setembro, e nela se pede para não usar os típicos terno e gravata.

As autoridades japonesas esperam que a iniciativa se estenda às empresas privadas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.