Governo das Maldivas prepara reunião ministerial subaquática

Intenção do governo é chamar atenção para a ameaça do aquecimento global.

BBC Brasil, BBC

16 Outubro 2009 | 22h15

Ministros do governo das Maldivas realizaram testes embaixo d'água nesta sexta-feira como preparação para uma reunião ministerial que acontecerá a seis metros de profundidade no mar para destacar a ameaça do aquecimento global.

Durante a reunião, os ministros devem assinar um documento que será levado para a Conferência de Mudanças Climáticas da ONU em dezembro, em Copenhague, pedindo um corte global nas emissões de carbono.

Onze dos 14 ministros participarão da atividade, além do presidente, Mohammed Nasheed.

Eles estão treinando há semanas para mergulhar e a comunicação durante a reunião será feita com quadros brancos e sinais. Cada ministro será acompanhado por um mergulhador qualificado.

Segundo as autoridades, o mergulho é "um pouco de diversão" com a intenção de enviar uma mensagem séria sobre o ambiente.

As Maldivas estão localizadas aproximadamente 2,1 metros acima do nível do mar e o governo afirma que o arquipélago enfrenta a ameaça de desaparecer se o nível dos oceanos continuar a subir.

Depois da reunião, o presidente Nasheed, que é um mergulhador qualificado, também irá realizar uma coletiva de imprensa embaixo d'água.

Na reunião da ONU sobre o clima, na Dinamarca, será discutido um novo tratado internacional para substituir o Protocolo de Kyoto, que estabelece limites às emissões de gases do efeito estufa e que expira em 2012. BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.