Tiago Queiroz/Estadão
Tiago Queiroz/Estadão

Governo autoriza uso das Forças Armadas no Estado do Tocantins

Ações subsidiárias serão nas áreas de fronteira, nas terras indígenas, em unidades federais de conservação ambiental e em outras áreas da Amazônia Legal

Sandra Manfrini, O Estado de S.Paulo

24 de agosto de 2019 | 12h06

BRASÍLIA - O governo federal autorizou neste sábado, 24, o emprego das Forças Armadas no Estado de Tocantins para Garantia da Lei e da Ordem (GLO). O despacho está publicado em edição extra do Diário oficial da União que circula neste sábado.

Com isso, já são três estados que terão apoio das Forças Armadas em ações de combate às queimadas na região amazônica. Nesta sexta-feira, 23, Roraima e Rondônia já tinham recebido autorização.

O presidente Jair Bolsonaro assinou nesta sexta-feira Decreto que autoriza o uso das Forças Armadas para GLO e para ações subsidiárias nas áreas de fronteira, nas terras indígenas, em unidades federais de conservação ambiental e em outras áreas da Amazônia Legal. A autorização, no entanto, está condicionada ao requerimento do governador de cada Estado.  

O Ministério da Defesa aguarda a liberação de R$ 20 milhões que estavam contingenciados no Orçamento deste ano para ampliar a ajuda. No pronunciamento que o presidente fez em rede nacional de rádio e TV, Bolsonaro justificou a medida com a necessidade de se reforçar a fiscalização na região. “Este é um governo de tolerância zero com criminalidade. E nesta área não será diferente”, disse o presidente.

Apesar das medidas, o governo reforçou nesta sexta o discurso de que os focos de incêndio na Amazônia estão dentro da normalidade. Uma reunião com os governadores dos nove Estados da Amazônia Legal está agendada para terça-feira. Bolsonaro avalia visitar a região. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.