Gonzalo se torna furacão de Categoria 3 sobre o Atlântico

O furacão Gonzalo se tornou um furacão de Categoria 3 nesta terça-feira, quando se moveu pelas águas abertas do Oceano Atlântico e se distanciou das ilhas caribenhas ao norte, informou o Centro Nacional de Furacões dos Estados Unidos (NHC, na sigla em inglês).

REUTERS

14 Outubro 2014 | 20h55

O centro do Gonzalo tomou o rumo noroeste, afastando-se das Ilhas Virgens Britânicas e Norte-Americanas e de Porto Rico e levando à suspensão dos alertas de tempestade nestas áreas.

A maioria das previsões mostrou que o Gonzalo não representa ameaça ao território continental dos Estados Unidos, está se afastando ainda mais na direção do Atlântico e pode atingir Bermudas no fim de sexta-feira.

O Gonzalo é o sexto furacão da temporada de furacões de 2014 no Atlântico, que vai até o fim de novembro. Em agosto, os meteorologistas previram uma atividade mais fraca que a costumeira nesta temporada, com sete a 12 tempestades já conhecidas e batizadas e não mais do que duas chegando à condição de furacão de grande porte.

Gonzalo estava cerca de 1.240 quilômetros ao sul de Bermudas, com ventos constantes de até 185 quilômetros por hora nesta terça-feira, informou o NHC.

Um grande furacão é classificado como Categoria 3 ou maior se seus ventos chegarem a pelo menos 178 quilômetros por hora.

“O Gonzalo tem uma boa chance de se tornar o primeiro furacão de Categoria 4 do Atlântico desde 2 de outubro de 2011”, quando o furacão Ophelia teve ventos de 225 quilômetros por hora, de acordo com Jeff Masters, especialista em furacões do centro meteorológico privado Weather Underground.

O Gonzalo deve começar a enfraquecer no fim da quinta-feira, mas ainda pode chegar a Bermudas “em qualquer condição entre as categorias 1 e 3”, escreveu ele em seu blog.

(Reportagem de Colleen Jenkins, David Adams e Curtis Skinner)

Mais conteúdo sobre:
CLIMAGONZALOFURACAO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.