Florida Fish and Wildlife Conservation Commission via Reuters
Florida Fish and Wildlife Conservation Commission via Reuters

Golfinhos são mortos a tiros e facadas e Flórida oferece US$ 20 mil por informações

Animais foram encontrados em praias nas últimas semanas; desde 2002, ao menos 29 golfinhos foram encontrados com marcas de tiros, flechas ou lanças de pesca

Redação, O Estado de S. Paulo

13 de fevereiro de 2020 | 10h27

Após dois golfinhos terem sido mortos a tiros e facadas em praias da Flórida nas últimas semanas, autoridades federais estão oferecendo recompensa de até US$ 20 mil, o equivalente a R$ 87,4 mil, por informações que ajudem a resolver o caso.

De acordo com a Administração Nacional Oceânica e Atmosférica (Noaa), que está oferecendo a recompensa, e a Comissão de Conservação de Peixes e Fauna Silvestre da Flórida, um dos animais foi encontrado morto no sudoeste da Flórida no final da semana passada. Autoridades informaram que ele foi atingido por tiros ou golpes de faca - ou os dois.

Também na semana passada, o centro de reabilitação animal Emerald Coast Wildlife Refuge encontrou um golfinho baleado. Especialistas acreditam que as duas mortes podem ter relação com o hábito de alimentar os animais. Os golfinhos aprendem a associar pessoas e barcos com comida e acabam ficando mais expostos a situações de risco.

A  Comissão de Conservação de Peixes e Fauna Silvestre da Flórida recomenda que as pessoas não alimentem os animais. Desde 2002, ao menos 29 golfinhos foram encontrados com evidências de terem sido atingidos por tiros ou flechas ou empalados por objetos, como lanças de pesca.

Em maio do ano passado, um golfinho foi encontrado morto em uma ilha da Flórida com um ferimento fatal na cabeça e a investigação está em andamento. /AP

Tudo o que sabemos sobre:
golfinhoFlórida [Estados Unidos]

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.