Geleira argentina Perito Moreno se rompe no inverno austral

O processo de ruptura foi iniciado na sexta-feira e pode ser consequência do aquecimento global

REUTERS

09 Julho 2008 | 15h22

A geleira Perito Moreno rompeu-se, nesta quarta-feira, na Patagônia argentina, um fenômeno incomum durante o inverno austral. O processo de ruptura, que ocorre mais ou menos a cada três anos, foi iniciado na sexta-feira e pode ser consequência do aquecimento global. A última ruptura havia sido registrada em março de 2006. Alguns turistas estavam no local para assistir ao espetáculo, que normalmente acontece em épocas de altas temperaturas. A geleira Perito Moreno, que tem uma extensão de cerca de 200 quilômetros quadrados, mais de três quilômetros e cerca de 70 metros de altura acima do nível do lago. (Por Walter Bianchi)

Mais conteúdo sobre:
CLIMA ARGENTINA GELEIRA

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.