Divulgação
Divulgação

Galo com 1,24 m de comprimento vive no interior de SP

Segundo produtores de Jaguariúna, exemplar é o maior do mundo; raça 'índio gigante' foi desenvolvida no Brasil, com cruzamento genético

O Estado de S.Paulo

05 Outubro 2016 | 11h59

SÃO PAULO - Com penas curtas e corpo esguio, o galo índio gigante chama atenção pelo tamanho. Em Jaguariúna, interior de São Paulo, uma dessas aves chegou a atingir 1,24 metro de comprimento, altura equivalente a de uma criança de 8 anos. Os produtores afirmam que se trata do maior exemplar do mundo e que chegaram a recusar uma oferta de R$ 80 mil pelo bicho.

Índio gigante é uma raça desenvolvida no Brasil a partir do cruzamento de galinhas caipiras e aves de combate. Para ser considerado da "família", o macho precisa medir pelo menos um metro e pesar 4,5 kg, enquanto os atributos da fêmea são de, no mínimo, 85 cm e 3 kg, segundo a Associação Brasileira de Criadores do Índio Gigante (Abracig).  

O frango paulista recebeu o nome de Canário Diamante pelos produtores. Para chegar aos 124 centímetros de comprimento, os criadores desenvolveram técnicas de manejo e melhoramento genético. "Até o ano passado, era raro encontrar aves com mais de um metro", afirma Diogo Poliselli, um dos criadores.

Mais conteúdo sobre:
Brasil

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.