Furacão Paul perde força perto do México e Rafael deve poupar Bermuda

O furacão Paul perdeu força ao se aproximar nesta terça-feira de uma área pouco habitada na península da Baja Califórnia, na costa mexicana do Pacífico, enquanto no Atlântico o furacão Rafael deve poupar a ilha de Bermuda, segundo o Centro Nacional de Furacões (CNF) dos Estados Unidos.

Reuters

16 Outubro 2012 | 18h28

Paul, que perdeu força e foi rebaixado a um furacão da categoria 1, está cerca de 70 quilômetros ao sul do cabo San Lázaro e deve chegar à costa nesta terça-feira à tarde, segundo o CNF. A tempestade avança a 28 quilômetros por hora, com ventos máximos regulares de até 150 quilômetro por hora.

"Está chovendo muito forte, há muito vento. Não é hora de sair", disse Margarito Medina, funcionário da Defesa Civil na localidade de Comondu, que deve ser a primeira a ser atingida pelo furacão.

Medina disse que há abrigos preparados para 4.000 pessoas na área, frequentada por pescadores e turistas. O CNF alertou para o risco de ressaca e enxurradas.

No Atlântico, o Rafael avança rumo a Bermuda, mas deve passar a leste do território britânico, prosseguindo seu caminho sobre o alto-mar.

No último boletim do CNF, o centro do Rafael estava 315 quilômetros ao sul de Bermuda, avançando para norte-nordeste a 37 quilômetros por hora, com ventos de até 140 quilômetros por hora. Vários voos internacionais foram cancelados em Bermuda.

(Reportagem de Lizbeth Diaz e Michael O'Boyle, na Cidade do México; e de Kevin Gray, em Miami)

Mais conteúdo sobre:
AMBIENTE FURACOES PAUL*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.