Furacão Fred ganha força mas ainda não representa ameaça

O furacão Fred se fortaleceu e se tornou uma forte tempestade de categoria 3 no leste do Oceano Atlântico nesta quarta-feira, mas acredita-se que esse recrudescimento seja de curta duração e não deve ameaçar nenhum território.

REUTERS

09 Setembro 2009 | 15h36

Os ventos constantes do Fred atingiram mais de 195 km/h, fazendo dele o segundo maior furacão de grande porte - de categoria 3 ou mais na escala Saffir-Simpson que vai até 5-, da temporada 2009 no Atlântico, segundo o Centro Nacional de Furacões dos EUA.

O furacão Fred estava a milhares de quilômetros ao leste da populosa Costa Leste norte-americana e das área de extração de gás e petróleo do Golfo do México, e está previsto que ele se suavize e se torne uma tempestade tropical dentro de três dias.

Ao meio-dia desta quarta-feira (horário de Brasília), Fred estava a cerca de 870 km a oeste das Ilhas de Cabo Verde e se movia para o noroeste a aproximadamente 21 km/h, disse o centro de furacões.

O furacão deve perder força na quinta-feira e virar para o norte nos próximos dias, reduzindo-se a uma depressão tropical até domingo, segundo o serviço meteorológico.

(Reportagem de Jim Loney)

Mais conteúdo sobre:
CLIMA FURACAOFRED*

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.