Furacão Dolly atinge o Texas e pode causar enchente

O furacão Dolly atingiu na quarta-feiraa fronteira do Texas com o México, levando chuvas torrenciais eventos de até 150 quilômetros por hora. O primeiro lugar a ser atingido foi a ilha Padre do Sul,onde o vento arrancou telhados, dobrou palmeiras e deixoumilhares de habitantes sem energia. Nas primeiras horas emterra, o furacão já provocou 300 milímetros de chuvas. "Meu píer foi derrubado, o prejuízo até agora é de uns 50mil dólares", contou Russell Stockton, que opera uma empresaque leva turistas para verem golfinhos. Dolly chegou a essa ilha costeira como um furacão dacategoria 2 na escala Saffir-Simpson (que vai até 5), masrapidamente caiu para a categoria 1, segundo o Centro Nacionalde Furacões (CNF). "O principal dano desta tempestade provavelmente será ainundação no interior", disse John Nielsen-Gammon,climatologista oficial do governo texano e professor dauniversidade local A&M. A tempestade não afetou a produção de petróleo no golfo doMéxico, o que ajudou a cotação do produto a cair ao seu menorvalor em seis meses, abaixo de 125 dólares. A Marinha mexicana disse ter encontrado o corpo de umpescador que desaparecera na península do Yucatán (sudeste)quando Dolly passou por lá -- foi a única vítima até agora. Estima-se que o furacão possa provocar chuvas de até 510milímetros no sul do Texas e nordeste do México nos próximosdias. Soma-se a isso o temor de que a ressaca marítima subapelo rio Grande (que delimita os dois países) e destrua diques,provocando inundações graves. As autoridades dizem que as barragens do rio Grande járesistiram a uma situação semelhante na época do furacãoBeulah, em 1967, mas se deterioraram muito desde então. O Texas colocou 1.200 soldados da Guarda Nacional deprontidão e emitiu um alerta para 14 condados litorâneos. Há250 ônibus preparados em San Antonio para retirar moradores dolitoral, mas isso só deve acontecer se Dolly passar à categoria3. Este é o segundo furacão na temporada de 2008 no AtlânticoNorte, que parece excepcionalmente ativa. Em média, a quartatempestade tropical se forma por volta de 29 de agosto. Dolly,a quarta deste ano, se formou em 20 de julho. (Reportagem adicional de Jim Forsyth em San Antonio,Michael Christie em Miami, Tomas Bravo em Matamoros, México, eJose Cortazar em Cancun)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.