Fórum sobre meio ambiente debate crise hídrica em São Paulo

'Estado' e Insper promovem quinto encontro da série Brasil 2018

O Estado de S. Paulo

28 Agosto 2014 | 14h15

SÃO PAULO - Aquecimento global, problemas de abastecimento de água em São Paulo, entraves e soluções para geração de energia, o destino de resíduos sólidos e questões ligadas a licenciamentos ambientais foram os principais temas debatidos no quinto encontro da série Fóruns Estadão Brasil 2018, sobre Meio Ambiente.

O evento, realizado das 9h10 às 13h50 desta quinta-feira, em São Paulo, foi dividido em três painéis. No primeiro a pauta tratou de "Evidências de danos ao meio ambiente, aquecimento global e riscos para sociedade". Os debatedores foram Patrícia Pinho, professora do Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas da USP, e Ricardo Abramovay, da FEA-USP e do Painel Brasileiro de Mudanças Climáticas.

"Brasil, uma potência ambiental. Como conciliar desenvolvimento econômico, aspectos sociais e preservação ambiental?"  foi o tópico do segundo painel. Participaram Cristiano Felix, da  Fiat Chrysler/ América Latina; José Goldemberg, da USP e do Instituto de Energia e Ambiente; Francisco Graziano, diretor de Relações Institucionais da Camargo Corrêa; e Sérgio Besserman Vianna, da PUC/RJ e da Câmara Técnica de Desenvolvimento Sustentável da Prefeitura do Rio de Janeiro. A moderadora foi Priscila Claro, professora do Insper e pesquisadora em sustentabilidade empresarial.

O último debate abordou "A complexidade regulatória no Brasil e necessidade de uma agenda de longo prazo". Discutiram Izabella Mônica Vieira Teixeira, ministra do Meio Ambiente; Marina Grossi, do Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável (CEBDS) e Shelley Carneiro, da Confederação Nacional da Indústria - Unidade de Meio Ambiente e Sustentabilidade. Paulina Chamorro, da Rádio Eldorado e Estadão, fez a moderação.

"O paradigama de sustentabilidade discutido em 92 não é o mesmo do debatido em 2012. Clima não é mais um problema exclusivamente da área ambiental, mas sim da econômica", analisou a ministra Izabella Teixeira.

O conteúdo do encontro será publicado na próxima segunda-feira em cadernos especiais do Estadão com reportagens, entrevistas e estudos inéditos, com apoio do Insper, centro de referência de geração de conhecimento nas áreas de Educação, Administração, Engenharia e Direito.

Toda a produção jornalística - nos debates, nas páginas dos jornais e no portal - fará parte de um documento que será entregue ao futuro presidente da República e aos governadores eleitos este ano.

Mais conteúdo sobre:
foruns estadao brasil 2018

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.