Fortaleza cria o Dia do Caranguejo

A data será comemorada a partir de 2014, no dia 12 de janeiro, com ações nas escolas públicas e privadas, barracas e bares da cidade

Lauriberto Braga/Especial para o Estado,

05 Junho 2013 | 11h37

Na véspera do Dia Mundial do Meio Ambiente, os vereadores de Fortaleza criaram nesta terça-feira, 4, o Dia Municipal do Caranguejo. A partir de 2014, no dia 12 de janeiro será comemorado o Dia do Caranguejo com ações nas escolas públicas e privadas, barracas e bares de Fortaleza, conforme lei aprovada hoje por unanimidade dos vereadores. Autora da lei do Dia do Caranguejo, a vereadora Lucimar Martins (PTC) diz que a data serve para preservar a espécie que está ameaçada de extinção.

Fortaleza é conhecida internacionalmente como uma das cidades que mais consume caranguejo. Às quintas-feiras, virou "febre" na cidade a batida de pauzinhos para quebrar as patinhas do crustáceo. O consumo desenfreado do caranguejo, segundo a vereadora, a levou a instituir a data. "Temos que preservar o caranguejo que inclusive ganhou período de defeso. E é exatamente o 12 de janeiro, quando começa o defeso da espécie que a gente escolheu para o Dia do Caranguejo", destaca a parlamentar.

A vereadora lembra que o caranguejo tem que ter sustentabilidade econômica, social e cultural. Na justificativa para o Dia que foi aprovado hoje, Lucimar Martins, lembra que se deve "começar através de iniciativas do poder público e de ações de entidades privadas a desenvolver uma cultura de valorização e preservação do caranguejo".

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.