Prefeitura de Santos
Prefeitura de Santos

Filhotes de 'minitubarão' nascem de cesariana no aquário de Santos; veja vídeo

Equipe de biólogos precisou cortar invólucro gestacional com uma tesoura para liberar os tubarões-gatos recém-nascidos

José Maria Tomazela, O Estado de S.Paulo

23 de janeiro de 2020 | 14h00

SOROCABA - Três filhotes de tubarão-gato nasceram, desde o último fim de semana, e já viraram atração no Aquário Municipal de Santos, no litoral sul de São Paulo. Dois dos filhotinhos precisaram de ajuda da equipe do biólogo Alex Ribeiro, coordenador do aquário, para vir à luz. Nos dois casos, eles tiveram de cortar o invólucro gestacional com uma tesoura para liberar os recém-nascidos, em uma espécie de "cesariana".

O primeiro filhote nasceu dessa forma no domingo, 19. O outro foi alvo do procedimento na manhã desta quinta-feira, 23.

"Os embriões desse tubarão têm uma reserva de alimento, como se fosse uma gema de ovo. Quando observamos que a reserva já tinha sido consumida, cortamos a extremidade para que o filhote saísse. É um procedimento já registrado na literatura científica", disse o biólogo.

Veja o vídeo da 'cesariana' dos filhotes de tubarões no aquário de Santos:

Os pequenos tubarões estão em um berçário e são alimentados com pedacinhos de peixes e camarão, além de suplementos especiais. Eles ainda cabem na palma da mão, medindo cerca de 10 centímetros e pesando entre 7 e 8 gramas cada.

A expectativa do biólogo é de que, em um mês, eles já possam ser vistos pelo público. Assim que ganharem autonomia para se alimentarem, os filhotinhos devem ser levados do tanque-berçário para a companhia dos pais.

Ovos

O casal adulto chegou ao aquário em agosto do ano passado e foi instalado em um tanque com 3 mil litros de água salgada. Logo surgiram os ovos, em um total de 14. Os seis ovos que continham embriões foram levados para um tanque especial, uma espécie de incubadora, com controle de temperatura e salinidade da água. Os nascimentos aconteceram cerca de seis meses depois da postura. A expectativa é de que os filhotes de outros embriões mais recentes também nasçam nos próximos dias.

A reprodução do tubarão-gato, desde a postura dos ovos até o nascimento, foi documentada com vídeos que passam a fazer parte do acervo do aquário e, além de servirem à pesquisa, podem ser exibidos para o público.

"É a primeira vez que temos a oportunidade de acompanhar de perto todo o processo. O registro é importante para o trabalho de conservação da espécie, ainda pouco conhecida por aqui, em aquários e zoológicos", disse.

O tubarão-gato atinge cerca de 70 centímetos quando adulto e ganhou esse nome por causa dos hábitos noturnos, como os felinos. O animal se caracteriza por uma membrana que recobre os olhos.

Pinguim

O aquário de Santos também registrou o primeiro nascimento de um pinguim de Magalhães em cativeiro no Brasil, em 2001. "Fraldinha", a fêmea que nasceu, morreu em junho de 2018, mas produziu outro filhote, hoje com 2 anos.

Atualmente, o aquário conserva 14 pinguins.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.